2018 trará grandes investimentos nas energias renováveis e iremos assistir a uma transformação musculada nas políticas energéticas dos países com maior densidade populacional, fruto de uma poluição com níveis nunca antes registados.

Nesse sentido, está já em desenvolvimento um mega parque eólico, solar e de armazenamento de energiano estado de Andhra Pradesh, no sudoeste da Índia, região que enfrenta problemas graves de fornecimento de energia elétrica.

A Índia é o segundo país mais populoso, o sétimo maior em área geográfica e a democracia mais populosa do mundo. Também é um dos países onde o desenvolvimento cresce a alta velocidade, assim como a poluição. Há necessidades de fornecimento de energia mas o ambiente exige energia limpa.

Mega parque híbrido solar–eólico do mundo já em planeamento

A instalação de energia renovável consistirá em 120 megawatts de energia solar e 40 megawatts de energia eólica que se estende sobre 400 hectares, no distrito de Anantapur, com capacidade de armazenamento num banco de baterias para garantir o fornecimento de energia durante a noite ou quando a força do vento for insuficiente.

A instalação, agora planeada, será a maior do mundo, estrutura nunca antes desenvolvida. Os responsáveis irão lançar a proposta de construção em março.

Projeto financiado pelo Banco Mundial

projeto estimado de 155 milhões de dólares foi desenvolvido conjuntamente pela Solar Energy Corporation da Índia, a agência de energia renovável de Andhra Pradesh, NREDCAP e Andhra Pradesh Transco.

O parque receberá financiamento através de um empréstimo do Banco Mundial, que vai parar de financiar projetos de petróleo e gás para ajudar a mudança global para fontes de energia mais limpa.

Dada a alteração da política relativa à energia na Índia, muitos países ao redor do mundo enviaram propostas ambiciosas para a construção deste super parque de energias limpas. O país está balançado na descontinuação da sua dependência dos combustíveis fósseis e isso atrai investimento.

O Ministro de Energia, Piyush Goyal, que estabeleceu grandes metas em energias renováveis, comentou todas estas ofertas como sendo um passo concreto e decisivo como um sinal de um futuro verde e ecológico para a Índia.