Uma parceria entre o músico Carlinhos Brown e o grupo Neoenergia levará conscientização sobre o uso responsável de energia elétrica para crianças de 3 a 10 anos. A assinatura do acordo aconteceu no Dia Mundial da Água (22/03), no Candyall Guetho Square, bairro do Candeal.

O programa é voltado para o público infantil, mas o objetivo é ir além. “As crianças têm muita facilidade de aprender e transmitir conhecimento, por isso atingiremos todas as famílias nos estados em que atuamos”, disse José Roberto Bezerra, presidente da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba).

Paxuá e Paramim, dois indiozinhos criados pelo artista Carlinhos Brown, serão os personagens usados para se dirigir à criançada. “O casal de índios nasceu do desejo de contar as histórias do Brasil”, explicou Brown.

Para o projeto da Neoenergia, os indígenas irão descobrir o que acontece nas cidades grandes, junto com dois macaquinhos e Braúna, um adulto que representa a figura de Carlinhos. Nesta aventura, Braúna esclarece questões referentes à energia e seu uso.

Carlinhos fala da importância dessa percepção a partir da infância. “Um fato comum em nossas comunidades são crianças tomando choque à toa, por falta de orientação e, às vezes, pode vir a perder um dedo”, ressaltou o artista. Para  Brown,  o projeto é uma forma de pensar no futuro, pois energia é um recurso que pode ser escasso.

Acidentes

Dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) revelam que  houve um aumento de mais de 50% de mortes referente aos anos de 2014 e 2015. Segundo o levantamento,  a proporção por acidentes entre crianças de 0 a 5 anos, envolvendo eletricidade,  foi de 20 para 32 mortes.

Os incidentes acontecem, na maioria das vezes, dentro de casa, onde os cuidados para evitar essas eventualidades deveriam ser maior.

“As causas se repetem: tomadas sem proteção, fios desencapados, extensões, fuga de corrente em eletrodomésticos – especialmente ventiladores, geladeiras e máquinas de lavar”, divulgou a Abracopel em uma matéria de fevereiro.

O projeto da Neoenergia e de Carlinhos foi criado pela empresa Candyall Entertainment e será utilizado durante dois anos. Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte são os estados em que será desenvolvido inicialmente.

“Será um amplo trabalho levado às escolas por meio  de outros já existentes”, contou José Roberto, presidente da Coelba.

A criação de revistas em quadrinhos e aplicativos para celular também faz parte do programa, que ainda não tem data de lançamento prevista.