chileEnquanto o Brasil sonha com a expansão das energias renováveis, os vizinhos chilenos já estão oferecendo energia solar praticamente de graça a seus usuários.

O governo do Chile desenvolveu usinas solares por todo o país, quadruplicando sua capacidade de geração de energia solar desde 2013, como informa o Nômades Digitais. No entanto, houve um excesso de oferta de energia em regiões que não tinham capacidade de distribuí-la a outras localidades.

Tal fato ocorre porque o país latino-americano tem apenas duas redes elétricas: uma central e outra ao norte. O problema é que elas não se conectam, causando uma falha na transmissão da energia. Tal desconexão ocasiona um desequilíbrio na oferta entre as regiões e acaba derrubando os preços da energia elétrica.

Com a “sobra” de energia em algumas regiões, como o norte do país, os consumidores acabam beneficiados, usufruindo do recurso quase de graça. Enquanto uns ganham, outros perdem, como é o caso dos investidores, que começam a perder dinheiro quando se trata de eletricidade.

A discrepância da falta de ligação entre as redes elétricas no Chile só deve ser resolvida em 2017, com uma linha de transmissão que conecte as duas redes.

Fonte: Notícias ao Minuto