Iniciativa pretende produzir seis mil litros por ano

Com as constantes mudanças climáticas no planeta e a preocupação em reduzir ou estagnar a temperatura global, a comunidade internacional vem investindo em ações sustentáveis como a substituição de combustíveis fósseis por alternativas mais limpas.

Na última semana a Bloomberg divulgou que a Inglaterra, por exemplo, decidiu investir em biocombustíveis novos em seus ônibus de transporte coletivo. O projeto pretende utilizar a borra de café para geração de biocombustível e foi criado pela empresa Bio-Bean em parceria com a empresa Royal Dutch Shell.

Em entrevista a Bloomberg o fundador da Bio-Bean, Arthur Kay, destacou que serão produzidos cerca de seis mil litros de combustível por ano. A pesquisa feita pela empresa descobriu que a biomassa de borra de café possui cerca de 20% de um óleo elevado, o qual se torna excelente para a produção de biodiesel.

Para alavancar o projeto a Bio-Bean fechou parcerias com várias cafeteiras no Reino Unido. Segundo Kay atualmente o país produz 500 mil toneladas por ano. Após a coleta da biomassa, a mesma é destinada a fábrica da empresa na cidade de Cambridgeshire. Lá passa pelo processo de modificação e o produto final é destinado aos pontos onde os ônibus de Londres são abastecidos.

Além da borra de café, Kay destaca que a empresa também é voltada para a produção de outros materiais sustentáveis como pellets e briquetes, os quais são utilizados no aquecimento doméstico e fogões.

Fonte: Thayssen Carvalho – Biomassa BR